Australian people can buy antibiotics in Australia online here: http://buyantibioticsaustralia.com/ No prescription required and cheap price!

A velha lei no novo testamento

UM ESTUDO SUPLEMENTAR
A VELHA LEI NO
NOVO TESTAMENTO
OWEN D. OLBRICHT
“Agora, com efeito, obteve Jesus ministério tan- digo: até que o céu e a terra passem, nem um i ou to mais excelente, quanto é ele também Mediador um til jamais passará da Lei, até que tudo se de superior aliança instituída com base em supe- riores promessas. Porque, se aquela primeira Essa passagem apresenta vários conceitos aliança tivesse sido sem defeito, de maneira importantes: 1) O propósito da vinda de Jesus alguma estaria sendo buscado lugar para uma não foi abolir a Lei e os Profetas. 2) Ele veio, sim, segunda. E, de fato, repreendendo-os, diz: Eis aí para cumpri-los. 3) Jesus não estava falando vêm dias, diz o Senhor, e firmarei nova aliança apenas da Lei, mas também das palavras dos com a casa de Israel e com a casa de Judá, não profetas. 4) O céu e a terra não passarão até que segundo a aliança que fiz com seus pais, no dia todas as profecias dadas por Deus sejam cumpri- em que os tomei pela mão, para os conduzir até das. 5) Jesus confirmou que cada profecia refe- fora da terra do Egito” (Hebreus 8:6–9a). rente a Ele seria cumprida. 6) Quando profeciassão cumpridas, elas passam (isto é, já não preci- É possível que a velha e a nova aliança, a lei de Moisés e a lei de Cristo, estejam em vigor Jesus não estava dizendo que 1) os manda- hoje? Muitos ensinam que a “lei de Deus” como mentos da Lei e os Profetas deveriam vigorar até a velha aliança ainda está em vigor, mas que a que o céu e a terra passassem, nem que 2) Ele “lei de Moisés” (as ordenanças, os estatutos ci- veio para dar-lhes pleno significado (a idéia vis, os regulamentos sacrificiais e quaisquer ou- apresentada em algumas traduções1 ).
tros preceitos que, dizem eles, não estão incluí- Observe outros versículos com uma constru- dos na “lei de Deus”) já não está em vigor. Tais ção gramatical semelhante em frases ditas por grupos aceitam algumas das leis dadas a Israel, tais como a circuncisão, as leis morais e as leissobre alimentação, mas rejeitam os demais Pois não vim chamar justos, e sim pecadores ensinamentos de Deus. “Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de Não penseis que vim trazer paz à terra; não vim que se envergonhar, que maneja bem a palavra trazer paz, mas espada (Mateus 10:34b).
Eu não vim para julgar o mundo, e sim parasalvá-lo (João 12:47b).
JESUS E A LEI
Os mandamentos contidos na Lei e nos Pro- fetas ainda estão em vigor? Jesus disse uma frase tanto justos como pecadores (Mateus 28:19), veio que é interpretada para se ensinar que esses para trazer paz (João 14:27) e para julgar (João mandamentos devem continuar em vigor en-quanto a terra existir. “Não penseis que vim 1 O Novo Testamento, Versão Fácil de Ler. São Paulo: Ed.
Vida Cristã, 1999, p. 6; Contemporary English Version (“Ver- revogar a Lei ou os Profetas; não vim para revo- são Inglês Contemporâneo”). Nova York: American Bible gar, vim para cumprir. Porque em verdade vos 5:22). Essas frases usam uma construção gramati- Mateus 5:17 pela idéia de que Jesus veio para dar cal grega que significa “não tanto A quanto B”, à Lei e aos Profetas seu pleno significado. Nesta mas não dizem “não A mas somente B”. Os passagem, Jesus estava falando da profecia e do termos da língua portuguesa “não só. mas tam- bém” podem ser incluídos nessa construção para Se a passagem for interpretada significando mostrar tal particularidade do idioma grego nes- que a Lei não seria abolida, então temos uma tas passagens: “chamar não só justos, mas tam- contradição incorrigível entre Jesus e os escrito- bém pecadores”; “trazer não só paz, mas tam- res do Novo Testamento. Várias passagens confir- bém espada”; “não só julgar, mas também salvar mam que a Lei e a aliança que Deus fez com Israel o mundo” e “não só abolir a lei, mas também foram canceladas. Ademais, Jesus salientou que Analise esta ilustração. Alguém comprou uma série de artigos numa loja. Quando essa Então, lhes disse: Assim vós também não enten-deis? Não compreendeis que tudo o que de fora pessoa fez a compra, não pagou, mas assinou um entra no homem não o pode contaminar, por- acordo segundo o qual pagaria mais tarde. Quan- que não lhe entra no coração, mas no ventre, e do o comprador voltou à loja duas semanas sai para lugar escuso? E, assim, considerou elepuros todos os alimentos (Marcos 7:18, 19).
depois, reafirmou ao dono: “Não pense que vimabolir nosso acordo; não vim aboli-lo, mas cum- A Lei distinguia os alimentos puros dos impu- pri-lo. Pois este ano não passará sem que eu ros. Jesus estava, portanto, mudando as leis sobre cumpra as exigências do acordo pagando cada alimentos (veja também 1 Timóteo 4:3–5).
Jesus também deixou implícito que o manda- Certos fatos são evidentes nesta situação: mento relativo ao lugar da adoração seria muda- 1) O cliente planejou pagar a conta. 2) Ele pagaria do. Lemos em João 4:21: “Disse-lhe Jesus: Mu- a conta antes que o ano acabasse; de fato, ele lher, podes crer-me que a hora vem, quando nem poderia pagar a conta na semana seguinte.
neste monte, nem em Jerusalém adorareis o Pai”.
3) Uma vez paga a conta, o documento continua- De acordo com a Lei, os judeus deveriam adorar ria sendo um registro de que os artigos foram na cidade que Deus escolhesse (Deuteronômio comprados e pagos, mas o acordo já não estaria 12:5, 11, 14, 18), ou seja, em Jerusalém (1 Reis em vigor. Finalmente, 4) quando a conta foi 11:13; Atos 8:27). Jesus ensinou que essa orde- paga, o acordo deixou de estar em vigor. (Não O mesmo se aplica à Lei e aos Profetas. Jesus PAULO E A LEI
veio para cumpri-los, não somente para aboli- Paulo e Barnabé encontraram-se com os após- los. Se Ele tivesse vindo para aboli-los, não pre- tolos e os presbíteros em Jerusalém para deter- cisaria cumpri-los. Fazendo todas as coisas que a minarem se a seita dos fariseus estava correta em Lei e os Profetas diziam que Ele faria, Ele os exigir que os gentios fossem circuncidados e cumpriu. Quando Jesus os cumpriu, eles perde- observassem a lei de Moisés (Atos 15:5b). A carta ram a validade. Se não tivessem perdido a vali- enviada aos gentios por esses líderes afirmava, dade depois de terem sido cumpridos, Ele teria com respeito a essa contenda, que estes não de morrer e ressuscitar vez após vez. Isso é tinham dado “nenhuma autorização” (Atos 15:24) desnecessário, já que Ele os cumpriu de uma vez dessa natureza. Foram dadas algumas restrições por todas (Lucas 24:44; 1 Coríntios 15:3, 4; aos gentios (Atos 15:29), mas a carta mostrava claramente que a Lei não deveria ser imposta aos A palavra traduzida por “cumprir” é o grego pleroo, que significa “completar, fazer o que um O que se entende por “a Lei” no Novo Testa- profeta predisse, cumprir uma profecia” (Mateus mento, ao se referir aos mandamentos do Antigo 1:22; 2:15, 17, 23); “completar o que é exigido ou Testamento, é a Lei que Deus deu a Israel. Jesus determinado” (Mateus 3:15; Marcos 1:15; Lucas afirmou que os judeus negligenciaram os manda- 7:1), “preencher” (Mateus 13:48; 23:32; Lucas mentos de Deus e Sua Palavra, quando violaram 3:5). Nenhum outro contexto em que a palavra o que Moisés disse (Marcos 7:8–13). Lucas tam- pleroo é usada pode justificar a tradução de bém ensinou que o que estava na lei de Moisés era a lei do Senhor (Lucas 2:22–24). Paulo incluiu fim da Lei para justiça. Para os que crêem em vários mandamentos que Deus deu a Israel no Jesus, buscar a justiça por meio da Lei chegou a termo “a lei” (Romanos 2:20–23; 7:7; 13:8–10), um fim porque Jesus encerrou a Lei como um assim como Tiago (Tiago 2:10, 11). “A lei de Moisés”, “a lei do Senhor” e “a Lei” referem-se à Em Gálatas 3:19, Paulo revelou por quanto mesma lei — a lei de Deus dada à nação de Israel tempo a Lei deveria perdurar: “Qual, pois, a (Deuteronômio 4:7, 8). Essa é a lei que foi razão de ser da lei? Foi adicionada por causa das revogada e substituída pela lei de Jesus.
transgressões, até que viesse o descendente a quem se fez a promessa, e foi promulgada por indicando que uma mulher se sujeita ao marido, meio de anjos, pela mão de um mediador”. An- enquanto ele estiver vivo. Avalie a conclusão de teriormente, ele havia explicado que Jesus é o Paulo nesta comparação: “Assim, meus irmãos, descendente (Gálatas 3:16). O fato da Lei ter sido também vós morrestes relativamente à lei, por dada para limitar o povo até que Jesus viesse meio do corpo de Cristo, para pertencerdes a significa que a Sua vinda pôs fim à Lei.
outro, a saber, aquele que ressuscitou dentre os mortos, a fim de que frutifiquemos para Deus” (Romanos 7:4). Paulo expressou essa mesma idéia Mas, antes que viesse a fé, estávamos sob a em Gálatas 2:19: “Porque eu, mediante a própria tutela da lei e nela encerrados, para essa fé que, lei, morri para a lei, a fim de viver para Deus”.
de futuro, haveria de revelar-se. De maneira Romanos 7:6 diz: “Agora, porém, libertados que a lei nos serviu de aio para nos conduzir aCristo, a fim de que fôssemos justificados por da lei, estamos mortos para aquilo a que estáva- fé. Mas, tendo vindo a fé, já não permanecemos mos sujeitos, de modo que servimos em novida- subordinados ao aio (Gálatas 3:23–25).
de de espírito e não na caducidade da letra”. Por A Lei não podia prover justificação pela fé; meio de Jesus estamos mortos para a Lei e dela pelo contrário, ela impedia a justificação. A Lei nos libertamos, o que significa que ela não tem foi um tutor [“aio”], um pedagogo (gr.: paidago- poder sobre nós e nós não temos a responsabili- gos) — literalmente, um tutor ou responsável por A total observância da Lei podia trazer justi- ça. Todavia, por causa do pecado, isso não acon- teceu (Gálatas 2:21; 3:21, 22). Para os que crêem, gregos ou romanos ricos para assumir a respon-sabilidade sobre um dos filhos da família. Era Jesus é o fim da lei para justiça (Romanos 10:4).
responsável pela criança dos seis aos dezesseis Isso significa que nos tornamos justos pela fé, e anos, vigiando seu comportamento por onde não pela observância da lei da qual Jesus é “o quer que fosse e acompanhando-a na ida e navolta da escola.2 A palavra “fim” é uma tradução de telos, que A comparação feita por Paulo é que assim como não significa unicamente “fim” (Mateus 10:22; o “tutor da criança” tinha controle sobre esta até 24:6; Lucas 1:33), mas também “tributo” (Mateus entregá-la aos cuidados do professor da escola, a 17:25; Romanos 13:7), “cumprimento”, “resulta- Lei também era responsável por nos conduzir do” (Lucas 22:37; Romanos 6:21, 22; Tiago 5:11) e até Jesus. Com a vinda de Jesus, que proveu “intuito” (1 Timóteo 1:5). No contexto de Roma- salvação aos que depositam a fé nEle, a Lei nos 10:4, telos retém sua raiz que significa “fim” cumpriu seu propósito. Agora que Jesus veio e ou “término”. Nos versículos de 1 a 3, Paulo nos proveu a salvação que a Lei não podia pro- apresentou o fato de que o povo judeu estava ver, já não estamos sujeitos a um tutor, a Lei buscando sua própria justiça, em vez de buscar a justiça por meio da fé em Jesus. Antes de A Lei separava os judeus dos gentios, porque tornar-se um seguidor de Jesus, Paulo também as pessoas incircuncisas eram impedidas de par- procurou justificar-se pela Lei; mas quando eleencontrou Jesus, deixou de procurar a justiça por 2 James Montgomery Boice e Merrill C. Tenney, eds., meio da Lei (Filipenses 3:9). Se a justiça tivesse The Expositor’s Bible Commentary (“Comentário Bíblico vindo por intermédio da Lei, Jesus teria morrido Expositivo”), vol. 10, Romans-Galatians (“Romanos-Gála-tas”), ed. ger. Frank E. Gaebelein. Grand Rapids, Mich.: em vão (Gálatas 2:21). Pelo contrário, Jesus é o Zondervan Publishing House, 1976, p. 467.
ticipar de várias práticas de Israel (Êxodo 12:48).
3) Jesus não só perdoou suas transgressões, Os judeus consideravam ilegal misturar-se com mas também removeu as ordenanças escritas gentios que fossem incircuncisos (Atos 10:28; que eram contra eles. Essas ordenanças eram hostis a eles, trazendo-lhes a maldição (Gálatas Jesus mudou isso abolindo a Lei. Efésios 3:10) que Jesus removeu através da Sua cruz 4) Paulo escreveu em Efésios 2:15 que Jesus Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos fezum; e, tendo derribado a parede da separação aboliu “a lei dos mandamentos na forma de que estava no meio, a inimizade, aboliu, na sua ordenanças [gr.: dogma]”. O uso do termo grego dogma, em Efésios, referindo-se à lei em Efésios ordenanças, para que dos dois criasse, em si reforça (embora não de maneira conclusiva) o mesmo, um novo homem, fazendo a paz.
fato de que Paulo estava usando o mesmo termo A Lei incluía somente a nação de Israel (Deutero- em Colossenses referindo-se às mesmas ordenan- nômio 4:7, 8; Êxodo 34:27, 28; 1 Reis 8:9, 21), não ças. Há um estreito paralelo entre Efésios 2:1–15 os gentios (Salmos 147:19, 20; Romanos 2:14).
Enquanto a Lei vigorou, judeus e gentios não 5) Jesus encravou essas ordenanças na cruz e podiam se unir. Com a Sua carne, a Sua morte expôs publicamente Sua vitória sobre as potesta- (Colossenses 1:22), Jesus aboliu a Lei (Efésios des (Colossenses 2:15). Por isso Paulo escreveu: 2:14, 15); Ele pôs fim à Lei na cruz.
“Ninguém, pois, vos julgue por causa de comida e Quando Paulo escreveu que Jesus “[cance- bebida, ou dia de festa, ou lua nova, ou sábados” lou] o escrito de dívida, que era contra nós e que (Colossenses 2:16). Os cristãos morreram com Cristo constava de ordenanças”, ele poderia estar se para essas ordenanças (Colossenses 2:20) e outras.
referindo às transgressões que foram perdoadas Com base nisto, o significado de Colossenses (Colossenses 2:13, 14). Por outro lado, Paulo 2:13, 14 é que quando fomos sepultados e poderia estar se referindo às ordenanças que ressurretos com Jesus no batismo, fomos circunci- Deus deu a Israel e outras ordenanças que al- dados espiritualmente. Nossos pecados foram guns estavam tentando impor aos cristãos. Ob- perdoados por causa de nossa fé na obra de serve as razões abaixo para esse pensamento.
Deus, e não por causa das ordenanças da Lei.
1) Em Colossenses 2:13, Paulo afirmou que Tais ordenanças eram contra nós; só podiam nos nossas transgressões (plural) haviam sido per- trazer morte e maldição. Jesus removeu esse doadas. Então, no versículo 14, Ele acrescentou sistema ineficaz de ordenanças encravando-o na que “o escrito” (gr.: cheirographon, singular) — literalmente, o documento escrito à mão que Quando Paulo viajou para Corinto, “[deci- consistia de “ordenanças” (gr.: dogma) — foi diu] nada saber entre [eles], senão a Jesus Cristo removido. O que quer dizer o “documento escri- e este crucificado” (1 Coríntios 2:1, 2). Ele escre- to à mão”? Se Paulo estava se referindo às veu aos cristãos de Corinto acerca dos manda- transgressões, por que ele simplesmente não mentos do Senhor (1 Coríntios 14:37), mas essa usou o pronome correspondente a “elas”, escre- carta não incluiu os mandamentos da Lei ou da vendo: “cancelou-as, encravando-as na cruz”, 2) A principal tese de Paulo ao escrever aos A LEI EM HEBREUS
colossenses foi a superioridade de Jesus, em quem estão ocultos toda sabedoria e todo conheci- que, como uma sombra, era incapaz de benefici- mento (Colossenses 2:3). Como Jesus é superior, ar os que estavam sob ele. Hebreus 7:18, 19 diz: nada mais há para ser ensinado (Colossenses 2:4, “Portanto, por um lado, se revoga a anterior 8). Os cristãos em Colossos haviam morrido com ordenança, por causa de sua fraqueza e inutili- Jesus para ordenanças que não eram de Jesus, dade (pois a lei nunca aperfeiçoou coisa algu- por isso Paulo perguntou por que eles estavam ma), e, por outro lado, se introduz esperança se sujeitando a tais ordenanças (gr.: dogmatizo, superior, pela qual nos chegamos a Deus”. Por um verbo que significa “submeter-se a ordenan- causa do pecado somos incompletos, imperfei- tos, mas Jesus supre o que falta em nossas vidas removendo nossos pecados. A Lei, com seus (João 14:15, 21, 23; 15:10). As leis que Deus deu a sacrifícios, não podia tornar o adorar perfeito Israel já não são obrigatórias para os cristãos.
(Hebreus 9:9; 10:1). Todavia, o sacrifício de Jesuspode aperfeiçoar para sempre a igreja dos primo- CONCLUSÃO
gênitos (Hebreus 12:23), os que vão até Deus por meio de Jesus (Hebreus 10:14). Por não poder morte de Jesus derrubou a parede de separação nos aperfeiçoar, a Lei foi revogada (Hebreus e os cristãos morreram com Cristo para as orde- A mensagem de Deus para nós, na era cristã, Para os cristãos, a salvação não é alcançada é dada por intermédio de Jesus (Hebreus 1:1, 2).
pela observância da Lei — somente através de Seus seguidores são ensinados a observar tudo o Jesus que nos libertou da Lei através de Seu que Ele ordenou (Mateus 28:20). Os que recebe- sacrifício perfeito. Nossa fé reside em Jesus e nos Seus ensinos, não em Moisés e na Lei.
AS ALIANÇAS EM HEBREUS
respeito da aliança que Jesus intermediou: 3. É chamada de primeira aliança (8:7, 13; 2. É uma aliança superior (7:22; 8:6).
3. Jesus é o seu Mediador (8:6; 9:15; 12:24).
4. Torna-se obsoleta pela nova aliança (8:13).
5. É a segunda aliança (8:7; 10:9).
6. É uma nova aliança (8:8, 13; 9:15; 12:24).
6. A morte de Jesus perdoou as transgres- sões cometidas debaixo dela (9:15).
com Israel quando o tirou do Egito (8:9).
7. Foi inaugurada com o sangue de animais A nova, segunda e superior aliança feita por Jesus substituiu a velha, primeira alian- ça, intermediada por Moisés. Aquela pri- 10. Proveu misericórdia para o perdão dos meira aliança já não vigora. “Remove o pri- meiro para estabelecer o segundo” (Hebreus 11. O sangue dessa aliança nos santifica cos 14:24; Lucas 22:20; 1 Coríntios 11:25).
Hebreus 10:9b de modo a significar que só os 12. Os cristãos participam dessa aliança, sacrifícios foram removidos: “Dessa forma não da aliança do monte Sinai (12:18– Deus anula o primeiro sistema de sacrifícios para estabelecer o segundo” (Versão Fácil de 13. É a aliança eterna (13:20). Talvez esta Ler). “Assim Deus acabou com todos os anti- seja uma referência à aliança perene, a gos sacrifícios e pôs no lugar deles o sacrifício de Cristo” (Nova Tradução na Linguagem de Restringir o termo “primeiros” a sacrifíci- respeito da aliança que Moisés intermediou: os não é justificável, pois “primeiro” é usado 1. A nova, a segunda aliança, é superior a ela em Hebreus 8 referindo-se à primeira aliança e aos serviços a ela associados (8:7, 13; 9:1, 15, 18). O propósito geral do Livro de Hebreus é mentos) e a Jerusalém celestial do alto, que é a superior à Lei e à aliança que Deus firmou com nova aliança de Cristo. Ambas as passagens Israel (1:1, 2; 3:3–6; 7:19, 22; 8:6).
ensinam que os cristãos não são filhos da Sendo cristãos, não fomos ao monte Sinai, aliança do monte Sinai, mas filhos de Deus a montanha que resplandeceu com fogo, onde a trombeta soou quando os dez mandamentos Paulo escreveu em 2 Coríntios 3:6–14 que foram dados (Êxodo 19:18; Hebreus 12:18, 19).
o que estava escrito em pedras “desvaneceu” Fomos até o monte Sião, a Jerusalém celestial, (vv. 7, 11, 13; ERAB). Em vez de irmos atrás do e até Jesus, o Mediador da nova aliança que foi dito no Sinai, devemos nos voltar a Jesus, submetendo-nos a Ele (Efésios 5:24) Hebreus 12:18–24 corresponde às duas ali- como o Mediador da Nova Aliança (Hebreus anças alegóricas de Paulo em Gálatas 4:24–26 12:24). A primeira aliança foi posta de lado; — uma de Sinai, o monte que resplandeceu servimos debaixo da segunda aliança, a alian- Copyright 2002, 2005 by A Verdade para Hoje

Source: http://www.biblecourses.com/Portuguese/po_lessons/PO_200211_11.pdf

Microsoft word - 2009-02_report.doc

2ND QUARTER 2009 NURSING REPORT Matibi Mission hospital is a 125 bedded hospital situated in Mwenezi District. It covers ward 3 of the district and serves as a primary center for surrounding wards within a walkable distance +-10km of Mberengwa and Chivi. The total catchment population is 8219. This report will cover staffing, staff development, services provided in OPD, FCH, PMTCT, VCT,

cran.uvigo.es

Title Medication Adherence: Commonly Used DefinitionsAuthor Xiangyang Ye, Pharmacotherapy Outcomes Research Center, Univertiy of UtahMaintainer Xiangyang Ye <xyexye08@gmail.com>Description Medication Adherence: Commonly Used Definitionsadherence-package . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . cmos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Copyright © 2010-2014 Find Medical Article