Australian people can buy antibiotics in Australia online here: http://buyantibioticsaustralia.com/ No prescription required and cheap price!

Uefs.br

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA Autorizada pelo Decreto Federal N.º 77.496 de 27/04/76 Reconhecida pela Portaria Ministerial N.º 874/86 de 19/12/86 Colegiado do Curso de Farmácia
INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS POTENCIAIS EM PRESCRIÇÕES AMBULATORIAIS DE UM HOSPITAL ESPECIALIZADO DE FEIRA DE Orientador Kaio Vinicius Freitas de Andrade Interações medicamentosas consistem na modulação da atividade farmacológica de um determinado medicamento pela administração prévia ou concomitante de outro ou através da administração concorrente com alimentos. A polifarmácia, definida como o uso de vários medicamentos simultaneamente, aumenta o risco potencial de interações medicamentosas e reações adversas, podendo contribuir para hospitalização, devido ao agravamento de doenças ou até mesmo levar ao óbito. Neste cenário, o presente estudo teve como objetivo investigar as interações medicamentosas potenciais em prescrições elaboradas em um ambulatório de psiquiatria, localizado no Hospital Especializado Lopes Rodrigues, em Feira de Santana, Bahia, no período de novembro de 2011. Trata-se de um estudo descritivo e exploratório, com delineamento transversal. Os dados foram coletados em uma ficha contendo o nome do medicamento, concentração, posologia e via de administração, os medicamentos prescritos foram agrupados de acordo com sistema Anatomical Therapeutic Chemical (ATC). Foi realizada uma busca de interações através de consulta à base de dados Micromedex®. As interações foram classificadas com base nos critérios de gravidade (contraindicada, importante, moderada e irrelevante); mecanismo de ação (farmacocinéticas ou farmacodinâmicas); velocidade em que a interação se manifesta (rápidas ou tardias) e em relação ao conhecimento científico existente ao seu respeito. Com base nas fontes consultadas, sugeriram-se condutas para prevenir ou minimizar a ocorrência das interações detectadas, contribuindo para a prescrição racional de psicofármacos no ambulatório de psiquiatria. Foram analisadas 782 prescrições, contendo 23 fármacos distintos, totalizando 2258 medicamentos prescritos, classificados em 7 grupos farmacológicos, com predomínio dos antipsicóticos (33%). Os fármacos mais prevalentes nas prescrições foram o haloperidol (17,1%), prometazina (16,2%), clorpromazina (14,7%), diazepam (14,0%) e carbamazepina (12,4%). Obteve-se uma média de 2,9 medicamentos por prescrição, sendo que 58,8% foram prescritos pela denominação genérica. Considerando um total de 930 prescrições por nome comercial, os mais comuns foram o Haldol® (24,9%), cujo princípio ativo é o haloperidol, Fenergan® (24,3%), cujo fármaco é a prometazina e Amplictil® (20,6%), que corresponde ao fármaco clorpromazina. Encontrou-se um total de 1711 interações potenciais, obtendo uma média aproximada de 2 interações por prescrição. Entre elas, as de maior frequência foram: haloperidol e prometazina (15,7%), clorpromazina e prometazina (11,1%), clorpromazina e haloperidol (10,4%), diazepam e haloperidol (7,5%) e carbamazepina e prometazina (6,0%). Quanto aos critérios de gravidade, 32,8% foram classificadas como importantes, 57,1% como
moderadas e 10,8% como secundárias. Em relação ao embasamento científico,
constatou-se que 48,2% das interações possuem boa documentação. Quanto ao
mecanismo de ação, em 60,7% predominam as interações farmacocinéticas. A
velocidade com que a maioria das interações se manifesta não está especificada. Os
estudos de prescrição de medicamentos podem contribuir para o estabelecimento de
estratégias que minimizem os riscos provenientes de interações medicamentosas,
possibilitando uma farmacoterapia efetiva e segura. O envolvimento atento do
farmacêutico na dispensação e sua função educativa junto às equipes multiprofissionais
podem contribuir para diminuir a frequência de interações medicamentosas indesejáveis
na prática clínica, colaborando para que haja o uso racional do medicamento e uma
possível diminuição dos gastos excessivos no cuidado à saúde.
Palavras-chave:

Source: http://www.uefs.br/portal/colegiados/farmacia/menus-estudantes/trabalhos-de-conclusao-de-curso/tcc-turma-2012/ZENAIDE.pdf

Untitled

Der Bildungssoziologe Dr. Christian Imdorf hat im Rahmen des Forschungsprojekts «Lehrlingsselektion in KMU» die Haltung von Ärzten und Zahnärzten zu männ-selbstverständnis der Mediziner zu irritie-lichen Praxisassistenten untersucht. Seine These: Männliches Personal irritiert das ren. Ausschlaggebend ist dabei nicht die Rollenverständnis der Praxisinhaber – viele meinen sogar, ihre

Maquetación

INTRODUCCIÓN FÁRMACOS EN LA PROFILAXIS DE LESIONES INDUCIDAS POR AINE Existe un gran número de fármacos, entre los quedestacan los antiinflamatorios no esteroideos Análogos de las prostaglandinas (AINE), que pueden verse involucrados en la géne-Entre sus acciones destacan el aumento de lasis de la patología digestiva, produciendo diversasmucosidad y el bicarbonato, el mantenimi

Copyright © 2010-2014 Find Medical Article